O significado das cinco primeiras aparições à Maria do Carmo

Publicado em Geral.

 

 

Aquele que me ama e ama verdadeiramente meu Filho Jesus vai abandonar a vida de pecado, porque o pecado filhos, destrói as suas almas. Se vocês querem um dia ir para o paraíso devem rezar muito, vivendo uma vida de oração e de conversão. (05 de abril de 2004)

Virgem_site_3

 

As cinco primeiras aparições e mensagens ocorridas à Maria do Carmo, no início do mês de maio, do ano de 1994, podem ter passado despercebidas por muitas pessoas, até mesmo por muitos sacerdotes, que não compreenderam o seu conteúdo e significado, mas aqui vale ressaltarmos a sua importância, que nos leva a conhecer a realidade e os ensinamentos das mesmas, que são as bases de todas as outras  mensagens dadas pela Virgem, no decorrer de todos estes anos:

 

Na primeira aparição do dia 02 de maio, Nossa Senhora mostra à Maria do Carmo o seu filho Quirino, morto em um acidente no ano de 1989, quando este tinha 11 anos de idade. Nesta primeira aparição Nossa Senhora deseja dizer ao mundo e, especialmente às mães, que perderam os seus filhos de modo trágico, que não percam a fé e não se desesperem, mas rezem, assim como ela pediu à Maria do Carmo, na sua primeira mensagem: “Reze, reze!” Aqui podemos concluir que a morte não é o fim de uma vida, mas o nascer do homem para a vida eterna se este esteve sempre na amizade e na união com Deus na Terra, como Nossa Senhora mostrou à Maria do Carmo e explicou a Edson, que o seu irmão Quirino tinha nascido para a vida eterna. Uma morte, mesmo sendo trágica, não pode jamais destruir o plano de Deus e o fim de sua obra na vida de uma pessoa, pois o seu amor e o seu poder não têm limites. Muitos, ao passar por momentos trágicos, em suas vidas, com a perda de seus filhos ou algum familiar, se desesperam e logo abandonam Deus e o caminho traçado por ele em suas vidas, para buscar consolos e respostas à sua dor em ensinamentos e  em coisas erradas, traindo a sua fé e a Igreja, não compreendendo que a resposta está somente em Deus, no seu amor e na sua obra. Por este motivo Nossa Senhora disse à Maria do Carmo, em suas aparições, que no momento mais difícil de sua vida e de maior dor, ela não rejeitou nem a Deus nem a sua fé, mas permaneceu firme e forte sendo um exemplo para os demais: “Você foi tão humilde e minúscula, mas não nos blasfemou, nem a mim nem ao meu Filho Jesus Cristo. Estas são as suas principais qualidades. Você só falava: "Por que o meu filho morreu? Por quê?"... e eu e meu Filho Jesus Cristo lhes respondemos mais uma vez: porque ele queria ser Anjo e Santo do Senhor. Você só se sente feliz agora, porque nós mostramos o seu filho como ele está lá no céu e vestido de Anjo, mas vai se sentir mais feliz ainda quando vocês se encontrarem um dia lá na Glória do Senhor.

 

Na segunda aparição no dia 04 de maio, antes de Maria do Carmo vê Jesus e Nossa Senhora nesta aparição, primeiramente  viu o demônio que queria atacá-la e impedi-la de rezar. Maria do Carmo, iluminada por Deus e pela Virgem clamou pelo sangue de Cristo e pôs em fuga o demônio. Logo em seguida, vieram Jesus e Nossa Senhora que trouxeram o seu filho Quirino com eles muito bonito. Jesus lhe disse que ele era um anjo e santo no Céu. Podemos constatar, nesta segunda aparição, dois particulares: primeiro, a existência do demônio, que procura em tudo afastar os homens do projeto de Deus, impedindo-os de santificar-se, mesmo que seja por meio de uma simples oração e, segundo, que a santidade é possível a todos aqueles que desejarem buscá-la com coração, com fé e amor, como aconteceu com o filho de Maria do Carmo. Mas esta santidade depende muito, do convívio santo e da dedicação, de cada pai e de cada mãe, na criação e educação de seus filhos. Maria do Carmo procurou nos seus compromissos de dona de casa e mãe de família, ensinar aos seus filhos o caminho de Deus, através de uma vida de fé e de oração, na sua simplicidade, sem muita ostentação, mesmo nas suas limitações e problemas diários.

 

Na terceira e quarta aparição, ocorridas no dia 07 e depois no dia 08 de maio (dia das mães naquele ano), A Virgem mostrando um feto ensangüentado em suas mãos chamou à atenção das mães que rejeitam e matam os seus filhos, falando-nos sobre a gravidade do aborto e, da renegação da fé, das pessoas que seguem outras denominações e seitas  que não agradam a Deus: “Aborto é pecado grave! Quem pratica aborto tem que se confessar com o padre, chorar e rolar no chão de arrependimento e nunca mais parar de rezar. Só assim poderá salvar-se! E mostrando a Maria do Carmo muitos homens vestidos de preto se queimando no fogo do inferno disse: Veja, assim ficam os maçons, porque a maçonaria é uma seita do demônio. E se morrer sendo maçom, vai direto para o inferno! Isto vale para todos os que sabendo da verdade procuraram a mentira; sabendo onde está Deus procuraram o demônio; sabendo onde está à luz preferiram as trevas.

                                         

Na quinta aparição ocorrida no dia 11 de maio, Jesus fala à Maria do Carmo sobre a gravidade do adultério e da convivência, males hoje praticados por muitas pessoas, que destroem o verdadeiro sentido e a formação da família, no seu valor e nos seus fundamentos. Tais pecados, não passarão despercebidos por Deus, sem as devidas punições que eles mereçam: “Maria do Carmo! Não durma! Levanta escreve. Não perca tempo. Adultério é pecado grave, mas tem perdão se fizer uma boa confissão e com arrependimento total! Ensine. Você já sabe como se faz uma boa confissão. Não pode ter medo e nem vergonha do padre. Se ele perdoar, Eu também perdoarei. Se ele não perdoar também Eu não perdoarei! Quem é casado e está separado, una-se de novo, se ainda se amarem: com perdão e sinceridade! Quem é casado e está separado, que vive com outro homem ou com outra mulher que não são de seu casamento, deve separar-se e viver corno amigos na mesma casa. Os dois não podem mais viver como marido e mulher. Se um dos dois for livre e necessita de vida conjugal, deve casar-se. Só não pode cometer adultério!"

 Nesta mensagem Jesus especificou alguns pontos que vale a pena recordarmos:

 

    1. Que concede o perdão àqueles que se arrependem sinceramente destes pecados;
    2. Dá a devida importância e valor à confissão como meio para se obter o perdão dos pecados e a graça da sua misericórdia, como também a sinceridade e o bom propósito da pessoa em confessar e arrepender-se dos pecados, não omitindo nada diante do tribunal santo de Deus para a obtenção da absolvição;
    3. Pede a união dos casais separados através do perdão e da sinceridade de um para com o outro;
    4. Pede a separação daqueles que convivem com pessoas casadas, para que estes retornem à verdadeira missão confiada a eles, mostrando que todos devem viver como irmãos e não no pecado;
    5. Pede aos que não são casados e que desejam construir uma família, que se casem vivendo uma vida santa em seu matrimônio, não cometendo adultério com outras pessoas já comprometidas e solteiras;

 

Share this post

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to Twitter

Doações

 

Aceitamos

aceitamos
aceitamos
aceitamos
aceitamos
aceitamos

Outra Forma de Doação

Ajude a construir o Santuário de Nossa Senhora. Faça a sua doação:

Banco Bradesco

Agência: 3704-4

Conta: 532900-0

Swift: BBDEBRSPSPO

Código IBAN: BR70 6074 6948 0370 4000 5329 000C 1

 

Caixa Econômica Federal

Operação:003 Número: 104

Agência: 3205  Conta: 415-1

(EXTERIOR)Código swit: dresdeffxxx
Conta Bancaria: dresdner
No. 800962400 (Através da conta da Caixa)

 

Banco Itaú

Agência: 1557

Conta: 07193-1

 

ESTAMOS ATENDENDO EM NOSSA SEDE!

Adquira seu bilhete e sua vaga no ônibus de peregrinação da A.R.R.P.I. para as peregrinações ao Santuário de Nossa Senhora em Itapiranga!

Associação Rainha do Rosário e da Paz de Itapiranga (A.R.R.P.I.)


ENDEREÇO:

Rua Campos Salles, n.578, Bairro Dom Pedro I, CEP: 69.040-660 ( próximo ao CECON e ao lado do prédio da Dismonza  e Rua Quirino da Costa Coutinho, s/n – Bairro Jardim Primavera CEP: 69.120-000 Itapiranga –AM

 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO:

De segunda à sexta: de 14h às 17h.

E-mail:arrpi@yahoo.com.br

           itapiranga0205@gmail.com

Tel: (092) 3343-9540 / 99324-5792 

 

VOCÊ QUER VISITAR O SANTUÁRIO?

 

Querido sacerdote, você deseja conhecer  o Santuário de Itapiranga, com o grupo da sua Paróquia? Ou você coordenador de movimentos com o seu grupo? Entre em contato com a administração do Santuário, que ficaremos muito felizes em acolhê-los e atendê-los.

HORÁRIO DE VISITAS: das 6h às 18h é permitido  as visitas ao local das aparições de Nossa Senhora para orações.

Todas as sextas-feiras: Santa Missa às 18h, no Santuário e 01 e 02 de cada mês nos dias de peregrinações oficiais.

MISSAS DOMINICAIS NA PARÓQUIA E IGREJAS DE ITAPIRANGA

Primeiro Domingo

Sagrado Coração de Jesus às 18h;

Nossa Senhora de Nazaré às 19h30;

 

Segundo Domingo

São José às 08h;

Santa Luzia às  18h;

 

Terceiro Domingo

Santo Antônio às  08h;

Santa Rita às  18h;

Nossa Senhora de Nazaré às 19h30;

 

Quarto Domingo

Santa Clara às 08h;

Santa Ana às 18h;

Nossa Senhora de Nazaré às 19h30;

 

 

No caso de sacerdotes terem a necessidade de celebrar a Santa Missa, a administração do Santuário deve ser previamente avisada, para as devidas providências:

ARRPI(92) 3343-9540 / 99324-5792.

 

email: arrpi@yahoo.com.br  

           itapiranga0205@gmail.com

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO: das 8h às 17h.

É proibido a entrada de homens, mulheres e jovens com camisetas, bermudas, shorts, roupas de banho, curtas, decotadas, transparentes e minisaias. O Santuário é a casa de Deus, um local de oração, de silêncio e de respeito, não um local de passeio. Pedimos aos visitantes que tenham respeito, pudor e modéstia ao visitarem os locais onde a Santíssima Virgem apareceu com seu Divino Filho Jesus e São José.

YouTube channel